Ju “Malévola” tem sido uma verdadeira vilã para suas adversárias

O rostinho tímido não nega a idade, apenas 13 anos, entretanto se engana quem pensa que o sonho dessa adolescente é ser a princesa da história, Julyanna Piret prefere ser um pouco mais casca grossa.
Praticante muay thai, na consagrada equipe goiana WK Falcão, a menina que escolheu seguir os passos da irmã, a também lutadora de muay thai Karol Piret, mostra que está a cada dia trilhando seu próprio caminho.
A Malévola” dos ringues, tem feito jus ao apelido, já entrou em disputa cinco vezes e saiu vitoriosa de todos os combates.

 

A “Malévola” do Muay Thai goiano, venceu no Campeonato Dream Fighters em Goiânia Foto: Mariana Falcão

Sua última performance foi no último domingo (20/05) no evento goiano realizado pela tradicional equipe de muay thai  da capital goiana, o disputado Campeonato Dream Fighters, onde sagrou-se vencedora ao enfrentar Ana Luiza Quirino (Pit Bull Figth), em decisão unânime dos juízes.

Com o treinador e líder da equipe Werneck Falcão Foto: Mariana Falcão

Segundo o treinador professor Werneck Falcão, a pouca idade não faz diferença nos treinos.
A Ju é uma atleta com maturidade exemplar para a pouca idade. Se mostra muito focada, observadora e técnica. Observo que ela treina com raciocínio e o resultado temos visto dentro do ringue. Muita estrada para percorrer, contudo vejo uma atleta com um futuro brilhante”, salienta o líder da WK Falcão, com todo orgulho da “cria”.

“Eu amo lutar, faz parte do meu cotidiano, e vencer lutas para mim é resultado do esforço conjunto do meu professor, da minha equipe, e da minha família. Sei que ainda estou no começo, e tenho muito até ser uma atleta reconhecida, mas acho que estou no caminho certo”, declara Ju “Malévola” sobre sua meteórica aparição no universo da “arte das oito armas” em Goiânia.

A garota já conquistou cinturão na modalidade, e já vislumbra uma nova disputa de título em evento próximo na capital goiana.

Categorias
MUAY THAI

Deixe uma resposta

*

*

RELACIONADOS